retira-fralda

Lendo o post sobre a retirada da fralda alguns pais devem ter pensado “tá, mas o que faço com meu filho depois que ele estiver usando o banheiro durante o dia mas não durante a noite:?” ou “mas meu filho só usa fralda para dormir” ou ainda “devo aplicar o mesmo procedimento com a fralda noturna?”  Os pais de Ana pensaram a mesma coisa agora que a garotinha está livre da fralda diurna mas ainda a utiliza para dormir e pediram novamente a ajuda do psicólogo. Antes de implementar essa etapa é preciso lembrar que o processo de retirada da fralda noturna deve ser conduzido depois que a criança estiver demonstrado possuir o controle dos esfíncteres durante o dia, ou seja, quando não estiver ocorrendo acidentes e a criança estiver utilizando o banheiro de forma correta.

    No post anterior vimos que Ana, uma criança com TEA, conseguiu, retirar a fralda diurna sem maiores contratempos. Entretanto, a fralda noturna estava sendo uma tarefa complicada, porque Ana, que ainda não sabe expressar suas necessidades, não despertava durante a noite, urinando durante o sono.

Uma dica importante para os pais de Ana é: observem a prontidão da criança para aquela aprendizagem. Se se alguns dias Ana amanhecer com a fralda seca, isto é um bom indício de que esteja na hora de iniciar a retirada. Deve-se ainda, dar atenção a alguns detalhes: tomar uma grande quantidade de líquidos antes da hora de dormir, por exemplo, dificulta a retirada da fralda noturna. Ana tomava mamadeira com leite antes de dormir, fazendo com que urinasse durante a noite. Nessa situação, os pais de Ana poderiam oferecer menos líquidos a medida que se aproxima a hora de dormir. Junto com esse procedimento, os pais de Ana também deveriam levá-la  ao banheiro para fazer o xixi logo antes de ir para a cama. Geralmente observa-se que esses dois procedimentos, quando seguidos a risca, são suficientes para garantir a retirada da fralda noturna.

Entretanto, Ana continuava urinando durante o sono.  Nesse caso, a alternativa é levá-la ao banheiro durante a noite. Primeiramente os pais precisam observar algumas noites até encontrarem um padrão do xixi noturno de Ana. Para isso, os pais deveriam garantir que ela fosse ao banheiro logo antes de dormir e a partir do momento que Ana começasse a dormir, os pais poderiam verificar sua fralda de tempos em tempos até terem uma ideia do horário aproximado do xixi noturno. Esta etapa é bastante trabalhosa para os pais, principalmente por ser realizada em um momento em que todos estão mais cansados. Os pais de Ana, ao fazerem isso descobriram que o xixi ocorre por volta das duas horas da manhã. O próximo passo é acordá-la para fazer xixi mais ou menos nesse horário. O esperado é que Ana faça xixi na primeira vez que vai ao banheiro a noite.

Dessa forma, garantimos que Ana não fará xixi na fralda e ainda aprenderá a acordar durante a noite e ir ao banheiro caso necessite. Mas pais, lembrem-se, esse é só um exemplo de como a intervenção poderia ser feita. Cada criança é única e o padrão de xixi pode sempre variar de uma criança para outra. Não hesitem em procurar um profissional para ajudá-los com essa tarefa para que a retirada da fralda possa ser feita sem maiores dificuldades e sem tornar o processo aversivo para a criança.

      Durante o processo, é muito normal acontecerem pequenos acidentes como o xixi escapar. Para evitar aborrecimentos aos pais, pode ser interessante colocar um protetor impermeável para colchão na cama da criança; outra dica é utilizar “tapetes higiênicos” entre o colchão ou protetor e o lençol (pois a textura do material em contato direto com o corpo poderia incomodar criança com maior sensibilidade tátil).

       Mas não se desesperem… Sabemos que essa é uma etapa estressante para vocês e suas crianças por isso a cada conquista, a cada noite sequinha, comemore muito com a criança e contem com a ajuda de profissionais da área que podem tornar esse processo menos complicado. A Equipe ABA e Autismo deseja boa sorte nessa empreitada!

FacebookTwitterGoogle+